Faculdade Paulo VI

CONCEPÇÃO

Compartilhe esta página:

O Curso de Teologia da Faculdade de Filosofia e Teologia Paulo VI está apto para responder à demanda de dois grupos de público distintos:

  • Os seminaristas (diocesanos e religiosos), que se preparam para o exercício do ministério sacerdotal, e que já chegam à Teologia com o Curso de Filosofia concluído;
  • Os leigos participantes nas Paróquias da Igreja Católica e outras pessoas interessadas em aprofundar o conteúdo da fé, cuja base escolar não consta geralmente de formação filosófica, que é exigida pela “Santa Sé” para o reconhecimento do Curso de Teologia.

Para tanto, a Coordenação do Curso de Teologia, juntamente com a Direção da Faculdade e todo o corpo docente, está concluindo um estudo para reformulação da matriz atual do Curso, a fim de que a mesma esteja:

1º. Orientada para a formação sacerdotal, cujos acentos são os seguintes:

  • Oferecimento dos instrumentos necessários para o exercício inteligente e significativo do ministério sacerdotal, ao mesmo tempo fiel à Tradição e ensinamentos da Igreja e capaz de dialogar e interagir com a sociedade em constante mutação.
  • Oferecimento dos instrumentos necessários para o exercício da pesquisa na área da Teologia, capacitando o aluno para a continuação de seus estudos em nível de pós-graduação.

2º. Orientada para a formação dos leigos e outras pessoas interessadas no conhecimento teológico, cujos acentos são os seguintes:

  • Oferecimento dos instrumentos que possibilitem uma compreensão inteligente do ministério revelado, e uma consequente contribuição na atividade pastoral e evangelizadora da Igreja, especialmente na área da formação de novas lideranças.
  • Oferecimento dos instrumentos que possibilitem uma participação mais efetiva na construção de uma sociedade erigida sobre valores que estejam mais de acordo com o Evangelho. Para tanto, o curso deverá oferecer os subsídios necessários para o pleno exercício da cidadania na sociedade.

Estes objetivos específicos para os diferentes destinatários não se excluem mutuamente. Trata-se mais de acentos próprios adaptados para cada grupo, sem excluir os outros objetivos próprios da grade curricular: alguém, por exemplo, que esteja cursando os componentes pensados especificamente para o leigo, terá também uma preparação que lhe permita o ingresso numa pós-graduação.

O curso está estruturado para oferecer em 4 anos o título do “bacharelado”.

Voltar